26/06/2019 às 13:26 - Atualizado em 26/06/2019 às 13:35

ARTIGO: A duplicação da BR-470 vai sair

Como dirigente de entidades empresariais, já estive em várias reuniões e solenidades que tiveram como tema a duplicação da BR-470. Compareci inclusive àquela na qual a ex-presidente Dilma Rousseff disse que a obra era uma “questão de honra” para ela. Nunca sai muito entusiasmado – sempre achei que havia uma boa dose de enrolação de governantes e lideranças políticas.

Desde o ano 2000, entre Navegantes e Rio do Sul, morreram 2000 pessoas em acidentes na rodovia. Sem a infraestrutura mínima, empresas não tem nenhum estímulo para se instalarem no Vale do Itajaí. O Oeste também sofre, já que a 470 é a grande via de escoamento de sua produção rumo aos portos.

Mas quem diria que, na manhã do último dia 17 de junho, eu sairia da reunião do Fórum Parlamentar Catarinense, na sede da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí, com um sentimento diferente. Senti um “algo a mais” ao ouvir a fala do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas – e sobretudo ao testemunhar o sentimento de união de muitos que, até pouco, pareciam falar línguas diferentes.

O ministro foi objetivo. “Prioridade é uma palavra singular”, disse ele. “Não existem duas prioridades. Então, a prioridade em Santa Catarina é a BR-470. Não vamos abrir mais frentes no Estado”.  Essa mesma visão foi comungada pelas nossas lideranças empresariais, pelos deputados federais e senadores, pelos prefeitos e deputados estaduais de nossa região e pelo governador Carlos Moisés.

A reunião de trabalho foi muito bem conduzida pelo presidente do Fórum, deputado federal Rogério “Peninha” Mendonça. Todos puderam apresentar seu ponto de vista sobre a duplicação. Os senadores e ou deputados federais, integrantes o Fórum, endossaram as palavras do ministro. Demonstraram gana em ver a obra concluída.

Claro que nem tudo é tão crível. O ministro prometeu entregar a duplicação até Gaspar no ano que vem, e até Indaial em 2021. Para quem acompanha essa novela há seis anos, o prazo parece difícil de alcançar.

Mas a obra vai andar. Contando com altíssima quilometragem nesse tipo de reunião, confesso que foi uma surpresa o encontro do dia 17. Sai entusiasmado. Dá até para arriscar um “agora vai”!

 

2908f3eb-de11-44a0-a768-2cd22abfc392_0.jpg

Problemas com a imagem

Sobre o Sindicato

Sindicato do Comércio Varejista de Blumenau

  • Endereço:
    Alameda Rio Branco, 165 - 2º andar - Casa do Comércio - Jardim Blumenau
  • CEP: 89010-300
  • Processo: 349
  • Telefone(s): (47) 3221-5750 / 99971-0940
    Fax:
  • Email contato: sindilojas@sindilojasblumenau.com.br
  • Presidente:
    EMÍLIO ROSSMARK SCHRAMM