27/05/2021 às 14:04 - Atualizado em 27/05/2021 às 14:13

Levantamento indica que o catarinense continua a frequentar lojas físicas, observando protocolos de saúde

Foto: Prefeitura de Blumenau

Dados recolhidos após dia das mães pela Fecomércio SC apontam comportamento do consumidor e apuram a percepção a respeito da prevenção ao vírus no ambiente comercial.

Mesmo com a pandemia de Covid-19, o catarinense, em sua maioria, continua a frequentar lojas físicas, respeitando protocolos de prevenção ao vírus. É o que aponta levantamento realizado pela Fecomércio SC após o dia das mães. O estudo apurou também a percepção do consumidor sobre a prevenção ao vírus no ambiente comercial. O presidente do Sindilojas Blumenau, Emílio Rossmark Schramm, vê os dados divulgados com entusiasmo. “Nos prova que a experiência de compra presencial, tomando todos os cuidados, é insubstituível para grande parcela dos consumidores”, afirma.

Das pessoas entrevistadas, 91,4% responderam que continuam adquirindo produtos de lojas físicas. Destas, 94,6% tomam atitudes de prevenção durante as compras, contra 5,4% que informam não adotar nenhuma estratégia para conter o vírus. “Estes dados evidenciam, principalmente, que as pessoas estão se sentindo seguras ao visitar estabelecimentos comerciais. Também porque a “etiqueta de prevenção”, que é a utilização de máscara e higienização frequente das mãos, está praticamente automática para o consumidor”, comenta Schramm.

Das formas de prevenção, a mais difundida é, naturalmente, a utilização de máscara e/ou luvas e álcool gel, mantida por 88,1% dos entrevistados. Logo após está o distanciamento social (49,1%), seguido da compra em períodos alternativos para evitar aglomerações (31,3%); higienização dos itens ao chegar em casa (19,9%); compra de produtos em lugares arejados (4,3%); terceirização da compra física (4%), ou a realização da compra de outras formas (3,4%). “Neste cenário, fica a observação para que o empresário do setor continue sempre melhorando a sua estrutura para conter a proliferação do coronavírus, dando cada vez mais segurança ao consumidor. Precisamos mostrar que nós estamos preparados e engajados com os protocolos sanitários”, diz Schramm. 

O levantamento foi feito pela Fecomércio SC junto com a pesquisa de avaliação de compras do dia das mães. Foram entrevistadas 407 pessoas das cidades de Blumenau, Criciúma, Chapecó, Florianópolis, Itajaí, Lages e Joinville. A significância estadual é de 95%, com 5% de margem de erro.