18/06/2020 às 09:48

WhatsApp lança serviço de pagamentos entre amigos e empresas no Brasil

O WhatsApp liberou nesta segunda-feira (15) no Brasil o seu serviço de pagamentos entre amigos e empresas. Agora, os usuários do aplicativo poderão fazer transferências monetárias entre si e pagar produtos ou serviços.

Nesta primeira fase, apenas quem tiver cartões de crédito ou débito do Nubank, do Banco do Brasil e do Sicredi poderão usar o serviço de pagamentos. A responsável pelo processamento de pagamentos será a Cielo.

As pessoas podem transferir até R$ 1.000 por vez e receber até 20 transações por dia com um limite de R$ 5.000 por mês. Apenas transações dentro do Brasil e na moeda local são autorizadas.

Os pagamentos no WhatsApp serão liberados para todos os usuários do aplicativo no Brasil ao longo das próximas semanas. O WhatsApp pretende expandir os pagamentos para outros países em breve.

“Estamos muito animados por disponibilizar os pagamentos no WhatsApp aos nossos usuários em todo o Brasil. Facilitar o envio e o recebimento de dinheiro não poderia ser mais importante em um momento como esse”, disse Matt Idema, diretor de Operações do WhatsApp.

A escolha do mercado brasileiro para o primeiro lançamento global do serviço de pagamentos não é sem motivo. Após anos de testes na Índia, o serviço veio para o Brasil com foco em pequenos empreendedores.

“O Brasil é um país muitos importante para o WhatsApp. Temos milhões de pessoas usando regularmente o aplicativo. Além disso, centenas de milhares de pequenos negócios estão usando o WhatsApp para interagir com seus clientes”, disse Idema.

Para David Vélez, fundador e presidente do Nubank, a novidade está alinhada com a missão da empresa: reduzir a complexidade na vida das pessoas.

“Com uso de tecnologia, nós encurtamos a distância física que deixava milhões de brasileiros sem acesso a serviços financeiros. Agora, nossos clientes poderão fazer pagamentos no WhatsApp com a mesma facilidade com que conversam com os amigos e sem pagar nada a mais por isso. Com a parceria, tornaremos a experiência dos nossos clientes ainda mais completa, simples e conveniente”, disse Velez.

Já Edson Costa, diretor de meios de pagamentos do Banco do Brasil, ressalta que a instituição já usava o app de mensagens para reduzir a burocracia.

“Os clientes do Banco do Brasil já podiam utilizar o WhatsApp para realizar transações bancárias, como consulta de saldos e liberação do cartão. Oferecer uma solução de pagamento pelo aplicativo era o próximo passo esperado. Além de ser uma ação inovadora, a solução possibilita reduzir a circulação de papel moeda, trazendo segurança e comodidade aos nossos clientes”, afirmou Costa.

Segundo a Cielo, os pagamentos no WhatsApp são ativados pelo Facebook Pay para que, no futuro, as pessoas e empresas possam usar os mesmos dados de cartão em toda família de aplicativos do Facebook. As transferências e pagamentos são protegidos por várias camadas de segurança, como o PIN do Facebook Pay ou a biometria em dispositivos compatíveis.

Para Paulo Caffarelli, presidente da Cielo, a tecnologia vai tirar milhares de empresas da informalidade e ajudar na inclusão financeira. “O lançamento do serviço torna-se ainda mais importante para superarmos o momento delicado provocado pela pandemia”, afirma.

Por que ter pagamentos no WhatsApp?

O WhatsApp sempre foi um aplicativo de mensagens voltado a usuários. Aos poucos, ele começou a adentrar a área das empresas. Primeiro, veio um app para PMEs, o WhatsApp Bussines, depois, a integração a sistemas corporativos de gestão de clientes, como o Zendesk.

Agora, o aplicativo de mais de vinte bilhões de dólares comprado pelo Facebook em 2014 mostra a que veio: ele será a carteira digital de Mark Zuckerberg.

* Imagem reprodução

Fonte: Mercado & Consumo (https://www.mercadoeconsumo.com.br/)

Problemas com a imagem

Sobre o Sindicato

Sindicato do Comércio Varejista de Blumenau

  • Endereço:
    Rua Eugen Fouquet, 133 - Victor Konder
  • CEP: 89012-140
  • Processo: 349
  • Telefone(s): (47) 3221-5750 / (47) 99971-0940
    Fax:
  • Email contato: sindilojas@sindilojasblumenau.com.br
  • Presidente:
    EMÍLIO ROSSMARK SCHRAMM